Quase Famosos

almost01.jpg (5606 bytes) almost02.jpg (4325 bytes) almost03.jpg (5996 bytes)

Quase Famosos (Almost Famous) é um filme sobre o permissivo mundo roqueiro onde não há sexo, drogas nem rock´n´roll. O problema é que ele foi produzido pensando, unicamente, em agradar os caquéticos votantes da academia de cinema de Los Angeles. Assim todo seu potencial é desperdiçado num roteiro asséptico, esquemático e banal. Nas mãos do sempre medíocre diretor Cameron Crowe, a história de William Miller (Patrick Fugit) um garoto de 15 anos que é contratado pela revista Rolling Stone para fazer a cobertura da turnê de uma banda fictícia chamada Stillwater, transformou-se num apanhado de clichês hollywoodianos.

Ao menos, a Academia foi conivente com Crowe— no seu esforço de tornar uma história envolvendo um bando groupies ou Band-Aides, como preferem ser chamadas no filme, numa Sessão da Tarde asséptica— e lhe deu o duvidoso Oscar de roteiro original. Mas nem isso, ou mesmo o enorme marketing feito para promover o filme, foi capaz de fazer Quase Famosos estourar nas bilheterias. Afinal é sabido que o público jovem americano, principal alvo do filme, tem hoje, graças à MTV, o pior gosto musical das últimas gerações. E nunca se mostrou interessado em histórias sobre os maravilhosos anos 70 e ou seus roqueiros decadentes.

O pior é que o filme é supostamente autobiográfico, Crowe foi por vários anos colaborador da Rolling Stone— bíblia do rock corporativo mundial— que só é lida por idiotas e levada a sério por jornalistas brasileiros. O que no fundo é tudo a mesma coisa. Só por alguma razão egocêntrica mal resolvida pode justificar que Crowe perda seu tempo contando a história desse garoto babaca Miller e do bando de idiotas da Stillwater, quando tem no elenco Kate Hudson, Anna Paquin e Fairuza Balk. As duas últimas devem ter menos de três falas em todo o filme. É um absurdo.

Enfim se você quer mesmo conhecer um pouco do ambiente ‘familiar’ do rock’n’roll esqueça o cinema e leia: "Mate-me, Por Favor" de Lester Bangs, que é interpretado de forma patética no filme por Philip Seymour Hoffman, ou "I’m With The Band: Confessions of a Groupie" de Pamela De Barres que é a principal fonte de inspiração da personagem de Kate Hudson.

Saulo Gomes

(Almost Famous, USA, 2000) Direção: Cameron Crowe. Elenco: Billy Crudup, Frances McDormand, Kate Hudson, Patrick Fugit, Anna Paquin, Philip Seymour Hoffman. 122 min.

Voltar