A Serbian film — Terror sem limites (2010)

A Serbian film A Serbian film A Serbian film A Serbian film A Serbian film

Um filme Sérvio (A Serbian Film) conta a história de Milos(Srdjan Todorovic) um ator pornô alcoólatra e decadente, que é contratado para fazer um filme de “arte”. Só tem um detalhe: deve protagonizar suas cenas sem saber o que está filmando. Um filme pornô sem roteiro? Milos imagina ser apenas mais um dia normal de trabalho. Mas definitivamente o ator devia ter lido o seu contrato com mais atenção...

O que é vem a seguir é grotesco e ofensivo. Mesmo se o incauto zeronauta estiver devidamente anestesiado para esse tipo de coisa. Isso depois de quase 15 anos de acesso ininterrupto à pornografia na Internet e tudo mais estiver incluído no pacote. O quê acreditem não é pouca coisa...

O que aparentemente caracteriza essa película como um filme Sérvio é inclusão de várias cenas de violência gratuitas e de sexo implícito de diversas formas. Incluindo, mas não necessariamente nessa ordem: estupro, necrofília, sodomia, incesto e pedofilia. Ou seja, diversão para toda família.

É bom que se diga que toda “ação” do filme acontece sob o efeito de “drogas” — Jack Daniels e viagra?— e que existe uma desculpa “artística” para o protagonista agir daquela forma. É claro, pessoas normais não fariam isso.. Sério? Vocês já assistiram ao programa do Datena, em qualquer emissora que ele esteja agora? “People just ain't no good”. As pessoas simplesmente não prestam. E a julgar por esse filme, em especial as da Sérvia...

Também é preciso notar que há conseqüências negativas para os atos atrozes cometidos no filme. Ao contrário do que, digamos, para os políticos corruptos em Brasília. O que reforça a idéia que esse “A Serbian film” é uma ficção.

Mas vamos ser sinceros, não há argumento de defesa para esse filme. Ninguém envolvido nessa película merece o benefício da dúvida...

No entanto, não há realmente razão alguma para censurá-lo ou mesmo proibi-lo. A palavra da moda é processo judicial. Nada de censura isso é coisa do século passado. Processem esses caras. Melhor ainda convidem o diretor para um festival de cinema qualquer aqui no Brasil e anunciem voz de prisão ainda no aeroporto. Depois deixem o cara passar uma noite numa cadeia brasileira e acreditem Srdjan Spasojevic vai pensar duas vezes antes de fazer outra aberração cinematográfica como essa...

O pior é que se ninguém tomar uma providência esse filme pode dar margem para uma “série” passada em diferentes países. Incluindo, por quê não, “A Brazilian film”— Um filme Brasileiro. Só esperamos que não convidem o Alexandre Frota para fazer o ator pornô decadente...

Saulo Gomes

(A Serbian film, Sérvia, 2010) Direção: Srdjan Spasojevic Elenco: Srdjan Todorovic, Sergej Trifunovic, Jelena Gavrilovic , Katarina Zutic, Slobodan Bestic. Duração: 104 min.

P.S.: A respeito da incitação de pedofilia que causou a proibição do filme no Rio de Janeiro, logo onde... existe uma ironia aqui, mas é melhor deixar assim. Tecnicamente o que acontece no filme é um estupro de um menor sob o efeito de drogas. Ah sim, o ato tem como agravante o fato de também se constituir um incesto...

Outra cena polêmica, vamos chamá-la simplesmente de “New Born Porn” consiste numa seqüência explicita do parto de uma criança. O feto é tirado do ventre da mãe direto para um set de um filme pornô. Nada mais acontece. Mas tipo, já mais do que suficiente...

Voltar

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.