Cheap Games - o barato que sai barato mesmo 28

Suicide Guy - Sleepin’ Deeply – Hum, esse jogo merece um pouco de atenção! O herói é um gordo, alcoólatra que resolve beber uma cerveja “extra forte” de 99% de teor alcoólico! Ele obviamente apaga, daí o “Sleepin’ Deeply” do título, depois de beber a tal cerveja e esse jogo seria resultado de suas alucinações! Sério, essa é a premissa do jogo! Detalhe: como o personagem principal alcançou a transcendência ele, ou seja, você, não sabe o que fazer ou o que está acontecendo. A vida como ela é! Ou pelo menos uma sexta-feira da ZeroZen. Agora entre comprar um Cheap Game e uma cerveja. Escolha sempre a cerveja...

Quase Lá: O Jogo de Plataforma – Sério, quase lá? Onde? Como o título sugere esse é um jogo de plataforma. Você é um quadrado e tem que pular em plataformas retangulares ou em outros quadrados. Poderia ter sido feito para android. Quem estou querendo enganar? Poderia ter sido feito para o Atari e não valeria mais que um dígito, nem no século passado!

Mosaic – É um “adventure” onde nada acontece. Já não vimos isso antes? Tédio deve ser realmente uma aventura para a Sony...

SuperHero-X – SuperHero-X é um jogo de luta em 2.5D. Na mesma linha de Street Fighter, por exemplo. Ele até está acima do preço para um Cheap Games. Mas, não se engane, estamos diante de um clássico do gênero. A desenvolvedora XCO Games fez um dos piores jogos de luta de todos os tempos. A ideia é que o jogo seria altamente customizável, sendo possível escolher o estilo de luta e os power-ups de cada lutador. Em tempo: existem 5 estilos de luta e um deles é a capoeira. Só que os personagens têm sempre o mesmo rosto e o mesmo tamanho, o estilo de luta não faz a menor diferença. Pior ainda: ao criar o seu lutador ele fica salvo em um slot. Como não dá para renomear, é preciso decorar em qual slot está o personagem criado. A movimentação é bizarra. Os lutadores parecem andar de patins. Enfim, é muita ruindade em um jogo só.

Manual Samuel – Mais um “adventure”. Esse em 2D, sinal de pobreza... Engraçadinho e “macabro”. Hum, macabro para os americanos, se é que me entendem... Coisa de criança para brasileiros.

Valley – Sim, outro “adventure” esse em primeira pessoa. Faz alguma diferença? Não...

Mushroom Heroes – Jogo de puzzle naquele estilo retrogamer. O jogador controla três cogumelos que precisam fugir de um castelo. Provavelmente, se decidissem ficar, acabariam virando parte de um strogonoff, mas isso é pura especulação. A desenvolvedora Hidden Trap vez um jogo simples e simplório. Quebre alguns itens no cenário, ganhe moedas e termine todos os 38 níveis.

112th Seed – Jogo de puzzle naquele estilo retrogamer. Foi criado pela Nerd Games e tem 30 fases. No ano de 2600 acabou a comida e as pessoas abandonaram a Terra. Quem ficou para trás foram três cientistas que trabalhavam em espécies de plantas capazes de sobreviver nesse fim de mundo. Todos os experimentos fracassaram. A esperança está na semente de número 112. Como ela não brotou, os cientistas entraram em cápsulas de preservação. Aparentemente, ninguém pensou que regar a planta era uma opção válida. Bem, o jogador faz o papel da semente, que vai andar pelo laboratório na falta de coisa melhor para fazer. É uma daquelas platinas fáceis. Dá para terminar em 30 minutos.

Foxyland – Jogo de plataforma. Nesse momento o fiel leitor do Cheap Games já começa a imaginar o resto: "só pode ser no estilo retrogamer". Pois é... Ninguém que lê essa seção está muito preocupado com coisas como ray tracing. De qualquer forma, Foxyland foi produzido pela Ratalaika, que é sinônimo de platina fácil. Uma raposa tem a sua namorada sequestrada por uma águia. Ela vai jogando diamantes pelo caminho para mostrar sua localização. Pô! Mas com tanto dinheiro assim não era mais fácil entrar num acordo com a águia? Enfim, é a mesma coisa de sempre: pule, colete itens e encontre a saída. No gênero, é um exemplar bem mediano. Pelo menos dá para platinar em 30 minutos.

Gun Crazy – Ao contrário do que possa parecer, não é um jogo sobre a indústria de armas norte-americana. Na verdade, a heroína do game quer se tornar a mulher mais forte da força policial. Para fazer isso é só atirar em tudo o que se mexe. Bom, ninguém pode criticar o game por falta de realismo. É um jogo bem curto. Dá pra platinar em uns 20 ou 30 minutos.

Memory Lane – Esse é aquele jogo para a sua vó que está completamente senil. É um jogo de memória. Basicamente, vire as cartas. Acertou duas iguais? Parabéns. Se não, tente de novo. Você acha que isso é muito pouco para um game de PS4? Bem-vindo à seção Cheap Games...

Saulo Gomes

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.