Cheap Games - o barato que sai barato mesmo Part 12

OK, Sony vamos falar sério: nós precisamos de um PS5. Para continuar resenhando “cheap games”. Note que nós compramos e resenhamos, sem ajuda de ninguém, mais de 100 jogos!

Eles eram baratos, mas e daí? Possivelmente ninguém iria comprá-los, se não fossem baratos. Certamente, nós não!

É um trabalho sujo e barato, mas alguém tem que fazê-lo...

8 Days – Alguns chamam isso de “arcade”. Outros de retro. Nós chamamos de Cheap Games! Mas a partir de agora vamos chamar de “fake arcade”. Na Zerozen não tem "fake news", mas na PSN tem um monte de “fake arcade”...

99 Vidas – Jogo feito por brasileiros... Precisa dizer mais alguma coisa? Também lançado para o Vita? Aí já é demais...

Absolver – Jogo de luta, japonês da gema. Não existe nada pior do que jogo de luta com estorinha! E esse é um! Jogo de luta não deveria ter conversa ou papo furado. Sendo que o jogo tem até bons gráficos. Porém por ser 3D, você passa mais tempo lutando com a câmera do que com os inimigos. Por essas e por outras que a maioria dos bons jogos de luta são 2D!

Battle Islands: Commanders – Jogo de estratégia militar. Sim, ele ficaria melhor num PC. Mas ao menos vale o um dígito proposto.

Crossout – Mad Max. Quem fez esse jogo gosta muito desse filme. Não sabe fazer jogos de videogames, mas gosta muito daquele filme...

Contra Anniversary Collection – Se você não quer perder seu tempo com “fake arcade” vá direto a fonte! Essa é uma coletânea com 10 jogos da série Contra! Vale os dois dígitos proposto e definitivamente não é “fake arcade”.

Duck Souls+ Você é um pato que precisa resgatar o seu ovo em 100 níveis diferentes. É um jogo de plataforma no estilo retrogame. Isso significa que você tem um PS4 para rodar jogos que passariam vexame em um NES. Mas pato mesmo é que paga mais de um dígito por esse jogo

Just Ignore Them É um game de point and click no estilo retrogame. É quase como um carimbo oficial de Cheap Games. Você joga no papel de Mark um jovem adulto que tinha problemas para dormir na infância porque tinha medo de monstros. É um game muito curto que pode ser terminado em umas duas horas. Faça ao contrário da ZeroZen e "just ignore" o game.

Lanternium Não. Não é um jogo sobre a campanha do Cruzeiro na série B. Na verdade em Lanternium a gente joga com um guaxinim que tem os seus biscoitos roubados por uma raposa. Ela foge para outra dimensão com o guaxinim no encalço. Lá, ele recebe uma lanterna mágica de um caracol. É um jogo de puzzle. Basicamente, o guaxinim anda por um tabuleiro tentando recuperar os seus biscoitos. Os espaços em branco são preenchidos pela lanterna. Só que isso precisa sempre ser feito na cor correta. No início é bem simples, mas depois a coisa vai realmente complicando. Serve como um passatempo e vale o dígito proposto

Breeder Homegrown: Director's Cut Director's Cut em jogo de um dígito? É preciso dar os parabéns pela coragem porque noção não tem nenhuma. É um jogo de terror no estilo retrogame. Você faz um papel de um idoso que foge do asilo e retorna a casa onde viveu na infância e passa a se lembrar do que aconteceu ali. É um game curto dura no máximo duas horas e não consegue sequer provocar um único susto a não ser o fato de que agora você está alguns trocados mais pobre.

Saulo Gomes

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.