A Década do Hiato


A segunda década do milênio está acabando. Muita gente morreu e quem ficou por aqui não fez grande coisa. Vide a ZeroZen. Essa impoluta revista digital se transformou de promessa em problema social. Só não desistiu por que boa parte da redação não tinha nada melhor para fazer, como pagar contas...

O leitor mais fiel vai lembrar que passamos 5 anos sem atualizações! Os problemas começaram em 2013. Um ano que passamos totalmente em branco. Infelizmente nada a ver com a tia Clara. E em 2014 as coisas piorariam e muito! Mas não vamos entrar em detalhes... Mas sim, foi durante a copa e Felipão pode ou não ter alguma coisa isso!

Só que o Zeronauta deve ter pensado: "bem, com tanta preguiça, apatia e desinteresse a audiência deve ter desabado". Pois é... Mas o Brasil não é para amadores. A nossa audiência cresceu justamente quando a gente estava completamente parado. Tanto que a ZeroZen virou referência e é citada na Wikipedia. Seu site não tem um link na maior enciclopédia da Web? Duas palavras de conforto, alegria e esperança: só lamento.

Daí houve o inesperado ‘revival’ em 2015 ou 16. Nada aconteceu de relevante... É quase como aquela banda à beira da aposentadoria que faz turnês caça-níqueis para agradar fãs indolentes. O Kiss que o diga (a ZeroZen não pode terminar um texto sem um ataque gratuito. Missão cumprida com sucesso).

Com duas ou três atualizações por mês nos mantivemos vivos. Ninguém sabe o por quê. Mas a ZeroZen avisou que tudo iria piorar. E não é que a gente estava certo? Para ajudar os mi-mi-milênios a sobreviver neste mundo cruel aqui vão algumas dicas direto dos arquivos da ZeroZen:

1) Você não faz as probabilidades.

2) O pior ainda está por vir.

3) As coisas pioram.

4) Aprenda a perder. Você vai precisar.

5) Desistir ou não desistir? O importante é não tentar.

E um conselho final: a melhor auto-ajuda ainda é a masturbação

É e foi isso mesmo... Feliz 2021, por que 2020 não vai prestar...

Da Equipe Articulistas